Barri del Besòs por ©Anna Oswaldo Cruz.

Dentro de sua linha pesquisa sobre as representações urbanas contemporâneas, o Museu de História de Barcelona (MUHBA) dedica uma atenção significativa para a representação da cidade além do seu “coração visível”: a representação das periferias e a metrópole vista desde a periferia.

Periferias 2009-2012 refere-se à questão geral da construção da imagem da metrópole contemporânea e sua história, em uma instalação de vídeo proposta pela brasileira Anna Oswaldo Cruz a partir de seu próprio trabalho fotográfico. A autora mostra uma série de rotas, da primeira à segunda década deste século,  com uma itinerância inédita, curta mas intensa, pelos espaços limítrofes, movendo-se através dos interstícios entre bairros,  municípios e vias metropolitanas e fluviais, encontrando formas , significados e sensações inesperadas

Projeto In situ: o olhar da fotográfa brasileira Anna Oswaldo Cruz sobre Barcelona

Em arqueologia, o termo “in situ” se refere a objetos que não foram retirados do lugar original em que foram depositados. É, em outras palavras, uma peça estacionária, imóvel. Um objeto que se encontra “in situ” permite ser interpretado e, a partir daí, também se pode interpretar a cultura que o criou. Contrariamente, o que se encontra “ex situ” se considera fora de contexto, porque sua datação resulta indeterminável, e, portanto, não proporciona informação precisa sobre a cultura à qual se associa.

Anna Oswaldo Cruz, radicada em Bar­celona desde 1986,  registrou em diversos espaços da cidade elementos urbanos, arquitetônicos, paisagísticos, que são um testemunho vigente da cultura que os ergue.

 

O que: Projeto ‘In situ Barcelona’
Quando: 15 de julho a 26 de setembro
Onde: MUHBA (Plaça del Rei, s/n – Capela de Santa Ágata)
Quanto: Entrada livre